repteis Reptéis

alimentação e nutrição

tigres-d'água: transição alimentar

tigres-d'água: transição alimentar

by dr fala Dr. Fala

145 post view

Ter um tigre-d'água em casa é algo muito prazeroso, porém exige uma série de cuidados que, quando não realizados de forma correta, podem refletir diretamente em sua saúde e longevidade. Uma das variáveis mais importantes para garantir o bem-estar e a qualidade de vida ao seu réptil é fornecer uma alimentação balanceada de acordo com sua idade ou fase de vida.

Infelizmente muitos tutores subestimam a importância de uma boa alimentação e fornecem alimentos de má qualidade ou destinados a outras espécies que, momentaneamente, podem até satisfazer e trazer felicidade ao pet. Adotar esta atitude e não levar em consideração que o importante mesmo é nutrir e não apenas alimentar seu animal de estimação, representa um grande risco de não disponibilizar os nutrientes necessários para manter uma vida saudável e evitar problemas graves de saúde em longo prazo.

O alimento de manutenção específico para tigres-d'água jovens é o Alcon Club Reptolife Baby, o qual foi desenvolvido para atender as necessidades nutricionais específicas desta importante fase do desenvolvimento corporal do réptil. Este alimento deve ser fornecido para indivíduos de até 10 cm de comprimento de casco e a partir deste tamanho, o recomendado é fazer a transição alimentar para o Alcon Club Reptolife, que é o alimento ideal para adultos. É importante entender que essa transição alimentar não é tão simples quanto parece. Muitos tutores acreditam que basta apenas comprar o alimento indicado para tigres-d'água adulta e substituir o alimento atual de uma hora para outra. Essa atitude representa um grave erro e pode provocar a rejeição do novo alimento.

A substituição do Alcon Club Club Reptolife Baby deve ser de forma progressiva para que seu pet não sinta a introdução do Alcon Club Reptolife na dieta. Uma forma muito prática para realizar a transição do alimento de filhotes para o alimento de adulto é incrementar 25% do novo alimento a cada três dias consecutivos, conforme indicação abaixo:

- 1º ao 3º dia de adaptação 25% de Alcon Club Reptolife + 75% Alcon Club Reptolife Baby;
- 4º ao 6º dia 50% Alcon Club Reptolife + 50% Alcon Club Reptolife Baby;
- 7º ao 9º dia 75% Alcon Club Reptolife + 25% Alcon Club Reptolife Baby e;
- A partir do 10º dia somente o alimento Alcon Club Reptolife.

Alguns tigres-d'água podem ter dificuldades em se adaptar ao novo alimento e para resolver esse problema há um manejo diferenciado, onde se estende o tempo de adaptação de três dias para uma semana. Neste caso, a partir da segunda semana, fornecer o Alcon Club Reptolife e como única opção de alimento durante a manhã, período quando a procura por alimento é maior.

Quando estão acostumados com dietas baseadas apenas em carne crua ou somente Alcon Club Gammarus, a introdução do alimento extrusado pode ser um pouco mais trabalhosa, porém não é impossível. Apesar de ser muito atrativo, o Alcon Club Gammarus deve ser fornecido somente como petisco, uma vez ao dia, em pequenas porções, assim como frutas, verduras e legumes, para variar a alimentação e promover o enriquecimento ambiental, pois não apresentam todos os nutrientes necessários ao bom desenvolvimento do seu pet.

Para realizar o processo transição alimentar de dieta à base de carne crua ou Gammarus sp. para o alimento extrusado é preciso um pouco mais de paciência e sempre respeitar o tempo do seu pet para adaptação ao alimento correto para a espécie. Neste caso, para adaptar seu tigre d'água ao alimento extrusado, comece oferendo Alcon Club Reptolife Baby, mesmo para indivíduos adultos, pois este também apresenta Gammarus em sua composição, o que facilitará o processo de adaptação.

Outra artimanha que funciona muito bem para despertar o interesse do réptil ao novo alimento é a adição do Labcon Reptovit ao extrusado, que além de reparar as possíveis deficiências vitamínicas decorrente da má alimentação anterior, proporciona mais sabor e atratividade. O Alcon Club Gammarus que antes era oferecido como única fonte de alimento, deve perfazer 25% da dieta durante a primeira semana. Essa quantidade deve diminuir gradativamente até ser oferecido exclusivamente o alimento extrusado.

Depois de concretizar essa transição alimentar, o Alcon Club Reptolife Baby, pode ser substituído por Alcon Club Reptolife, se a tartaruga apresentar mais de 10 cm de comprimento, caso seja menor, continuar oferendo até atingir o tamanho recomendado para realizar a nova transição alimentar. Os répteis chegam a ficar longos períodos sem se alimentarem (até mais de uma semana), portanto, seja firme se houver resistência à troca do alimento, pois dietas desbalanceadas debilitam o sistema imunológico, tornando-os mais susceptíveis a incidência de doenças.

Publicado na Revista VetShare - nº 78 - Junho 2021

Autor
Max Ternero Cangani
Mestre em Microbiologia Agropecuária
Doutor em Zootecnia

Colaboradores
Carlos Augusto Nicolino
Mestre e Doutor em Patologia Veterinária
Eva Schneider
Graduanda em Medicina Veterinária

Confira dicas de manejo e nutrição no Guia Tartarugas Aquáticas - Curiosidades e Cuidados
Dúvidas? Escreva para nosso Depto. Técnico


Agradecemos por seu feedback! Esta sua ação é muito importante para nós, pois nos inspira a continuar criando conteúdos interessantes e acessíveis, que possam lhe auxiliar cada vez mais a manter seu pet sempre saudável e feliz :)

subir