aves Aves

alimentação e nutrição

calopsita: alimentação e manutenção

calopsita: alimentação e manutenção

by dr fala Dr. Fala

1265 post view

1 curtiram

As calopsitas (Nymphicus hollandicus) são originárias da Austrália e junto com os periquitos australianos (Melopsittacus undulatus), são os psitacídeos mais criados no mundo. Por serem aves de fácil manejo e podendo viver até mais de 20 anos em ambientes domésticos, as calopsitas são indicadas para quem deseja ter uma bela ave como companheira.

Para proporcionar bem-estar e saúde às calopsitas além de oferecer um ambiente confortável e cuidados com o manejo sanitário, outro aspecto relevante é a alimentação. É importante estar atento à dieta fornecida, pois apesar de serem longevas, a má nutrição pode diminuir significativamente a expectativa de vida e comprometer etapas fundamentais do desenvolvimento da ave.

O estado nutricional é o fator determinante para que o ciclo de vida possa se desenvolver de maneira adequada, causando menos estresse e desgaste possível à ave. É importante entender que ao longo do ano o requerimento nutricional varia consideravelmente durante os diferentes períodos do ciclo anual (repouso ou manutenção, acasalamento, reprodução e muda de penas). O ideal é fornecer uma dieta equilibrada e balanceada que atenda às exigências nutricionais específicas de cada fase, visto que alguns nutrientes não são prontamente biodisponibilizados e assimilados pelas aves.

Os nutrientes são classificados em dois grandes grupos: os macronutrientes e os micronutrientes. Os macronutrientes, que são aqueles que o organismo necessita em maior quantidade como as proteínas, carboidratos, lipídios e água. Estes são responsáveis pela formação dos tecidos e fornecimento de energia ao organismo. Já os micronutrientes, representados por minerais e vitaminas, são aqueles necessários em doses menores, porém não menos importantes para que haja um bom funcionamento do organismo. As vitaminas, por exemplo, são importantes para o crescimento, desenvolvimento e manutenção de aves. Quantidades adequadas no fornecimento desses nutrientes refletem resultados positivos em sua saúde, comportamento, interação com seres humanos ou com outras aves, além de proporcionar plumagens saudáveis e exuberantes.

Durante a fase de repouso ou manutenção, onde a demanda nutricional é menor, o alimento extrusado Alcon Eco Club Calopsita atende completamente as exigências nutricionais das calopsitas, devendo ser oferecida como base da dieta de manutenção. Já em períodos de reprodução e muda de penas as calopsitas necessitam uma quantidade maior de proteína, lipídio, carboidrato, vitaminas e minerais, seja para criar seus filhotes ou para que a muda de penas ocorra normalmente. Desta forma, torna-se essencial complementar diariamente a dieta de manutenção com Alcon Club Farinhada Psitacídeos ou Alcon Club Top Life, perfazendo 25% da alimentação.

Atenção! Mesmo aves que recebem uma dieta de manutenção balanceada o ano todo, no período reprodutivo é recomendado utilizar suplemento à base de Vitamina E, Selênio e Zinco, como Labcon Club Reprodução, pois o fornecimento de todos os nutrientes necessários exigidos por uma calopsita, previne o desenvolvimento de doenças, melhora a performance reprodutiva aumentando a fertilidade e a porcentagem de ovos fecundados e intensificando as características genéticas da ave. O alimento extrusado de manutenção deve ser fornecido como única fonte de alimento substituindo as sementes, frutas e verduras.

Uma dieta à base de sementes, além de apresentar alto teor de lipídeos que pode levar a ave ao sobrepeso, pode conter também agrotóxicos e aflatoxinas, que geram doenças pulmonares, esterilização das aves e, dependendo da concentração, podem até levá-las à morte. Outros alimentos como frutas, arroz, pão e bolachas que são ricos em carboidratos ou alimentos extrusados mal balanceados ou não indicados para a espécie também pode provocar obesidade.

A obesidade é o acúmulo excessivo de gordura e está relacionada com a superalimentação ou aporte maior de nutrientes que o necessário e falta de espaço e incentivo à movimentação e exercício diários. Alguns tutores tem um hábito errôneo de fornecer alimentos complementares durante todo o ano, no entanto, isso é prejudicial às aves, pois o fornecimento de nutrientes é excessivo, o que também leva as aves ao sobrepeso. Uma dieta bem equilibrada é fundamental para a saúde e beleza das aves. Ao suspeitar que haja algo de errado com sua ave, contate um médico veterinário especializado e marque uma consulta o mais breve possível. A saúde de sua ave depende de você.

Publicado na Revista VetShare - nº 73 - Janeiro 2021
Autor: Max Ternero Cangani, Mestre em Microbiologia Agropecuária, Doutor em Zootecnia
Colaboradores: Eva Schneider, Graduanda em Medicina Veterinária e Anderson Kassner Filho, Biólogo

Confira dicas de manejo e nutrição em Guia Pássaros e Psitacídeos
Dúvidas? Escreva para nosso Depto. Técnico


Agradecemos por seu feedback! Esta sua ação é muito importante para nós, pois nos inspira a continuar criando conteúdos interessantes e acessíveis, que possam lhe auxiliar cada vez mais a manter seu pet sempre saudável e feliz :)

subir