repteis Reptéis

cuidados

tartarugas dágua e alguns cuidados

tartarugas dágua e alguns cuidados

by dr fala Dr. Fala

117 post view

11 curtiram

O termo tartaruga pode ser usado para qualquer espécie de quelônio, mas, biologicamente falando, as tartarugas são apenas as espécies aquáticas, sejam marinhas ou de água doce. A mais conhecida é a Tartaruga-de-Orelhas-Vermelhas (Trachemys scripta elegans). Apesar de não possuir de fato orelhas, elas têm esse nome por possuir machas vermelhar nos dois lados da cabeça. É originária dos Estados Unidos e nordeste do México. A coloração intensa é o principal atrativo para as pessoas querem tê-las como pets, principalmente nos animais mais jovens, que apresentam um verde forte, rajado com amarelo, tanto na carapaça como nas patas e pescoço.

As tartarugas não são animais de colo e de muito manuseio, mas mesmo assim são muito simpáticas. São perfeitas para pessoas calmas e que apreciam a beleza da natureza. Vê-las nadando em aquaterrários ou lagos de jardim é bem divertido e relaxante, podendo até ser alimentadas na mão.

Em casa, a melhor forma de alimentar as tartaruguinhas é com rações balanceadas, pela praticidade e segurança. Uma alimentação balanceada, com a quantidade correta dos nutrientes, é essencial para as tartaruguinhas terem uma vida longa e saudável. Alcon Reptolife Baby é um alimento balanceado, muito atrativo e saboroso, para as tartarugas jovens, até 10 cm. Alimente sua tartaruguinha com essa ração e garanta o desenvolvimento adequado e a vitalidade que elas necessitam nessa importante fase de suas vidas. Como agrado na alimentação pode ser oferecido o petisco Alcon Club Gammarus, que são pequenos crustáceos da Sibéria muito atrativos e apreciados pelas tartarugas aquáticas jovens e adultas. Se a tartaruga apresentar mais de 10 cm, a ração indicada é a Alcon Club Reptolife.

O Gammarus não deve ser oferecido como única fonte de alimento, pois não é um alimento completo, não apresenta todos os nutrientes necessários ao bom desenvolvimento das tartarugas. Dietas desbalanceadas debilitam o sistema imunológico dos animais, tornando-os mais susceptíveis a incidência de doenças. O Gammarus é um delicioso petisco e deve sempre ser oferecido como um agrado para as tartarugas, em pequena quantidade.

A tartarugas vivem cerca de 40 anos na natureza. Em cativeiro, sem a presença de predadores naturais, essa expectativa de vida pode subir para até 80 anos. As fêmeas são um pouco maiores que os machos. Outras características para distinguir o sexo nos adultos (aos 6 anos são considerados adultos) são as patas, unhas e cauda que são maiores nos machos que nas fêmeas.

Outro fator importante é o ambiente, seja em aquaterrários ou lagos de jardim, devemos ter alguns cuidados. É essencial ter uma área seca para descanso e banhos de sol. Geralmente os aquaterrários são de vidros, a parte seca pode ser de troncos, pedras e pequenas vegetações. Quando comparadas aos peixes, as tartarugas aquáticas são menos sensíveis a condições inadequadas de água. Mas elas também estão sujeitas aos males que podem advir do uso de uma água com teor elevado de cloro e metais pesados. Para montagem e realização de trocas parciais de água pode-se usar água de torneira, devido a praticidade, porém essa água deve ser previamente tratada com Labcon Repto Protect. Este condicionador neutraliza o cloro e metais pesados e atua também na diminuição do estresse dos animais pela ação da vitamina B.

Algumas ações contribuem muito para uma boa qualidade da água, como a utilização de um bom sistema de filtragem, ter consciência e evitar um número excessivo de animais e evitar excesso de comida. A qualidade da água das tartarugas é sensivelmente melhorada com o uso de Alcon Reptocal, um suplemento mineral e vitamínico que, após colocado na água, se dissolve aos poucos liberando cálcio e vitaminas, além de neutralizar a acidez provocada pelos dejetos dos animais. O suprimento de cálcio é fundamental para prevenir o amolecimento da carapaça, enquanto a vitamina B visa suprir a particular carência que frequentemente acontece nos répteis aquáticos.

A iluminação e temperatura também são fatores indispensáveis para uma boa qualidade de vida de suas tartaruguinhas. O banho de sol é fundamental, pois os raios ultra-violeta ativam a vitamina D responsável pela assimilação do cálcio, importante para formação do esqueleto e carapaça. Se as tartaruguinhas não tiverem acesso à luz solar pode -se utilizar lâmpadas próprias para répteis. A temperatura ideal é entre 25 e 30 graus. Termostatos de aquário podem ser utilizados, com proteção para não serem quebrados pelos cascos das tartarugas.

Autor: Elcio Furlan

Confira dicas de manejo e nutrição no Guia Tartarugas Aquáticas - Curiosidades e Cuidados
Dúvidas? Escreva para o Dr. Fala


Agradecemos por seu feedback! Esta sua ação é muito importante para nós, pois nos inspira a continuar criando conteúdos interessantes e acessíveis, que possam lhe auxiliar cada vez mais a manter seu pet sempre saudável e feliz :)

subir