Bem-vindos!

Dr Fala Aqui vocês irão aprender comigo dicas sobre manejo, alimentação, nutrição e saúde para cuidar do seu animal de estimação e entender tudo sobre as necessidades dos bichinhos silvestres e exóticos. Vocês terão informações sobre aves, peixes, primatas, répteis e roedores e poderão tirar suas dúvidas comigo sobre esses animais que fazem a sua alegria! Abraços, Dr. Fala.

24 fevereiro 2014 ~ 0 Comentário

Como ensinar a ave a comer ração?

Olá pessoal,

A pergunta de hoje excelente e frequente, muitas são as dúvidas sobre como adaptar a ave a comer somente a ração específica.

“Oi Doutor, meu trinca-ferro atualmente come só sementes. Sei que esta não é alimentação indicada, por este motivo quero trocar a alimentação para Alcon Eco Club Trinca-Ferro. Mas tenho algumas dúvidas: Preciso mesmo fazer a adaptação ao novo alimento ou posso trocar toda a alimentação de um dia para o outro? Como faço esta adaptação?”

As aves normalmente estranham um alimento novo, mesmo se tratando de uma nova ração, o que pode gerar estresse se esta mudança ocorrer de forma brusca. Por este motivo, a fase de adaptação a um novo alimento é muito importante. Para facilitar esta adaptação, sugerimos a mistura da ração antiga com a nova em diferentes proporções:

1º ao 3º dia ¼ Alcon Eco Club Trinca-Ferro –  ¾ sementes
4º ao 6º dia ½ Alcon Eco Club Trinca-Ferro –  ½ sementes
7º ao 9º dia ¾ Alcon Eco Club Trinca-Ferro –  ¼ sementes
A partir do 10º dia Somente Alcon Eco Club Trinca-Ferro

O tempo de adaptação depende de cada ave, sendo necessário muitas vezes um tempo maior que o sugerido na tabela, por exemplo, uma semana para cada fase. Outra dica que ajuda na adaptação de aves mais resistentes é retirar as sementes durante a noite, disponibilizando apenas a ração. Torne a oferecer, a mistura nas proporções indicadas na tabela, ao meio dia, deixando apenas a ração como opção no período da manhã, quando a procura por alimento é maior.

Abraços,
Dr. Fala

29 janeiro 2014 ~ 0 Comentário

Quantidade de comida para jabutis

Olá, pessoal! Hoje vamos responder uma dúvida de um de nossos leitores sobre a alimentação de jabutis. Confiram a pergunta: “Que quantidade de ração posso oferecer para minha Jabuti? Ela já é bem grande, pesa 8 ou 9 kg. A idade não sei ao certo, mas está comigo há 20 anos.”

A ração Alcon Club Répteis Jabuti (também disponível em 3 kg) deve ser servida a vontade, em comedouro limpo. Não é possível especificar a quantidade de ração deve ser fornecida, já que o consumo varia de animal para animal e, principalmente, com as condições ambientais, em especial a temperatura e umidade. A quantidade de alimento terá que ser definida por você ao observar o Jabuti durante o fornecimento da ração. O valor de 10% do peso é teórico e deve ser adaptado a realidade de cada animal.

29 novembro 2013 ~ 0 Comentário

Cuidando de um filhote de papagaio

Olá, pessoal! Vocês também têm dúvidas sobre a alimentação de filhotes e até mesmo aves adultas de papagaio? Então vamos esclarecer algumas questões trazidas por um de nossos leitores: “Até quanto tempo devo alimentar um Papagaio com a Papa para Filhotes? Quantas vezes por dia devo alimentá-lo? Quando posso começar dar as frutas e legumes e a ração?”.

As exigências nutricionais de filhotes e aves adultas diferem consideravelmente, por este motivo a Alcon desenvolveu um alimento especifico para cada fase. As Papas foram desenvolvidas para atender as necessidades nutricionais dos filhotes, bem como, animais em recuperação que não conseguem ingerir alimentos sólidos. Já para aves em crescimento e adultas deve ser oferecido às rações de manutenção das linhas Alcon ECO Club ou Alcon Club. No caso dos Papagaios deve ser oferecido até aproximadamente 1 ano de idade Alcon ECO Club Psita Bits, após este período inicie a introdução de Alcon ECO Club Psita Sticks. Esta ração apresenta um tamanho maior o que facilita a manipulação, e se torna também uma forma de distração ao animal.

Alcon Club Papa para Filhotes Psitacídeos deve ser oferecida até aproximadamente os 90 dias de vida dos Papagaios. Nos primeiros dias de vida o filhote deve ser alimentado entre 6 a 8 vezes ao dia, conforme ele vai crescendo a frequência deve ir diminuindo gradualmente até alcançar 4 refeições diárias aos 60 dias de vida. Neste momento o desmame, troca gradual da alimentação manual no bico pela alimentação no pote individual, deve ser iniciado. Para isso, disponibilize sempre os 2 tipos de alimentos: Alcon Club Papa para Filhotes Psitacídeos e Alcon ECO Club Psita Bits, diminuindo gradativamente a frequência alimentar de Papa e aumentando a quantidade de ração, até esta perfazer 100 % da dieta. O tempo de adaptação à nova alimentação não deve ultrapassar os 30 dias.

É importante ressaltar que Alcon ECO Club Psita Bits e Alcon ECO Club Psita Sticks foram desenvolvidas para atender completamente as necessidades nutricionais das espécies as quais se propõe não necessitando de complementação. Frutas e verduras podem ser utilizadas como distração (enriquecimento ambiental), em pequena quantidade no máximo duas vezes por semana. O uso continuo de rações balanceadas são benéficas ao metabolismo e sistema imunológico das aves, devido ao fornecimento correto dos macro e micronutrientes, o que otimiza o metabolismo animal e estimula o sistema imunológico, consequentemente diminui a incidência de doenças.

Abraço,

Dr. Fala

www.alconpet.com.br

27 novembro 2013 ~ 0 Comentário

Quantidade de alimento e reprodução de calopsitas

Olá, pessoal! Hoje o assunto é calopsita! Vamos à pergunta: “Temos um grande viveiro e 24 calopsitas que se reproduzem sem parar. Ofereço a elas sementes e Alcon Club Calopsitas (que elas adoram). Quanto de ração é recomendado por dia para cada calopsita? É recomendado que se retire os ninhos por um período para elas descansarem de tanta reprodução?”

Primeiramente é interessante esclarecer que a época mais comum para procriação de Calopsitas é de setembro a janeiro, quando o período de luz é mais intenso. Porém, como é uma ave bastante adaptada ao nosso clima pode se reproduzir o ano inteiro. O ideal é que as Calopsitas tenham 2 ninhadas por ano, pois o desgaste na reprodução é muito grande, para isso basta retirar os ninhos.

Para que suas aves estejam sempre saudáveis, bonitas e felizes forneça uma alimentação balanceada, como Alcon ECO Club Calopsita. Esta é uma ração balanceada que fornece todos os nutrientes que as Calopsitas necessitam. As sementes devem ser completamente retiradas da alimentação, pois o balanceamento das sementes não é adequado para aves, apresentam altos teores de gordura, baixos de proteína, não contêm vitaminas e os minerais não conseguem ser absorvidos (não estão biodisponíveis). Além das desvantagens nutricionais, as sementes podem conter agrotóxicos e aflotoxinas, que esterilizam as aves e dependendo da concentração podem matá-las.

Alcon Eco Club Calopsita fornece a quantidade correta de macronutrientes (proteínas, gorduras, fibras) e micronutrientes (vitaminas e minerais), quando utilizada como única fonte de alimento. A cor, textura e aroma são desenvolvidos para atender ao paladar de cada espécie. Além destes benefícios, o processo de extrusão promove o aumento da digestibilidade dos nutrientes e a garantia da ausência de patógenos.

Durante a reprodução, muda de penas, estresse e recuperação de doenças, o requerimento nutricional das aves se modificam, sendo necessário complementar a dieta de manutenção. Nestes períodos, ofereça diariamente:

75 % Alcon Eco Club Calopsita

25 % Alcon Club Farinhada com ovo para Psitacídeos

O consumo de alimento pode variar entre os indivíduos de uma mesma espécie. No entanto, normalmente encontra-se dentro de uma faixa conhecida, as Calopsitas ingerem aproximadamente 10 g de alimento por dia. É imprescindível que se faça um acompanhamento das aves, verificando a necessidade ou não de ir gradualmente aumentando a quantidade diária de alimento a ser oferecida.

Abraço,

Dr. Fala

www.alconpet.com.br

25 novembro 2013 ~ 0 Comentário

Tartaruga não come

Olá, pessoal! Hoje vamos falar sobre tartarugas e sua alimentação. Vamos a pergunta que recebemos de um de nossos leitores: “Olá, comprei uma tartaruga faz uns 2 meses e ela não está comendo nada (aliás eu nunca vi ela comendo). Ofereço ração, petisco, alface e banana. Estou com medo que ela esteja doente porque o casco dela está mole. Eu já coloquei pedra de cálcio na água. Me ajudem, por favor.”.

É normal tartarugas diminuírem a frequência alimentar em baixas temperaturas, mas nunca ficam dois meses sem se alimentar. Nesta situação elas provavelmente morreriam. Para que sua tartaruga volte a comer, sugerimos:

1. Eleve a temperatura da água para 25°C, utilizando aquecedores com termostato nos dias frios;

2. Forneça banhos de sol diários ou coloque lâmpadas específicas para répteis no aquaterrário. É importante deixar uma área sem iluminação, para o animal se abrigar da luz em algum momento. A iluminação deve ficar ligada por no mínimo 6 horas;

3. Ofereça somente a ração balanceada para a espécie Alcon Club ReptoLife Baby. Antes de oferecer este alimento pingue o suplemento, Labcon Reptovit, sobre ele.

Aprenda como cuidar da sua tartaruguinha no Guia de Tartarugas.

Abraço,

Dr. Fala

www.alconpet.com.br

22 novembro 2013 ~ 0 Comentário

Cuidados com uma calopsita

Olá, pessoal! Recebemos uma pergunta muito importante de um de nossos leitores. Vamos à ela: “Eu pretendo ter uma calopsita. Minha dúvida é sobre os cuidados veterinários que deverei ter com ela, em relação às vacinas, exames etc… A calopsita que comprarei será novinha (uns 3 meses).”

Sugiro que compre sua Calopsita de um criador idôneo, verifique a higiene do local e o aspecto geral da ave. A alimentação é muito importante para a saúde da ave, ofereça sempre uma alimentação balanceada que supra todas as necessidades nutricionais das Calopsitas, como Alcon ECO Club Calopsita. Esta ração atende totalmente as exigências nutricionais dessa espécie, outros alimentos como, frutas, verduras e legumes podem ser oferecidos como petisco, em pequenas porções no máximo duas vezes por semana.

As visitas ao Veterinário são importantes para que sua ave esteja sempre com boa saúde.

Abraço,

Dr. Fala

www.alconpet.com.br

20 novembro 2013 ~ 0 Comentário

Doenças em filhotes de aves

Existem várias doenças que podem causar problemas nas aves, como por exemplo, Candidíase, Psitacose, Coccidiose e Vermes. Outros problemas frequentes e não menos importantes são: deficiência nutricional, manejo inadequado, ambiente estressante ou inadequado e falta de higiene.  Ao adquirir uma ave solicite ou realize os exames para identificar a presença dos patógenos citados. Além disso, as aves do seu plantel também devem realizar periodicamente estes exames, por este motivo, o acompanhamento de um médico veterinário é fundamental.

Para manter suas aves saudáveis, bonitas e felizes é fundamental alimenta-las com rações balanceadas específicas para a espécie e fase da vida. Os filhotes devem ser alimentados exclusivamente com Alcon Club Papa para Filhotes, um alimento cientificamente desenvolvido que simula a alimentação dos pais. Esta apresenta em sua composição Probióticos, Prebióticos, Enzimas Digestivas, além de perfeito balanceamento dos nutrientes e uniformidade na textura.

As papas caseiras, como milharina, ninho e muitos outros, não apresentam enzimas digestivas, probióticos e prebióticos em sua composição. Desta forma, não são digeridas, ficam estagnadas no papo do animal propiciando a fermentação do alimento e desenvolvimento de fungos, uma das causas mais comuns de morte de filhotes de aves.

Nunca é demais lembrar que medicamentos só devem ser utilizados com o conhecimento de um médico veterinário e em caso de doenças, não é aconselhável o uso dos mesmos de forma preventiva. A utilização indiscriminada de medicamentos gera estresse às aves, com consequente diminuição da sua imunidade, além de gerar resistência ao principio ativo nos patógenos.

A melhor forma de prevenção é manter os recintos higienizados, calmos e sem alterações bruscas de temperatura e umidade. Outro fator fundamental para manter o organismo equilibrado e reforçar o sistema imunológico, evitando assim o desenvolvimento de doenças, a melhor forma de fazê-lo é oferecer uma dieta equilibrada às aves.

Abraço,

Dr. Fala

www.alconpet.com.br

18 novembro 2013 ~ 0 Comentário

Qual a diferença entre as rações Alcon Club Curió e Alcon Eco Club Curió?

As linhas Club e Eco Club são compostas por rações de manutenção, que atendem completamente as exigências nutricionais das espécies as quais se propõem, ou seja, fornecem a quantidade correta de macronutrientes (proteínas, gorduras, fibras) e micronutrientes (vitaminas e minerais), quando utilizadas como única fonte de alimento.

O diferencial da linha ECO Club é a ausência de corantes artificiais e presença de ingredientes naturais como cenoura, beterraba, maça, agrião, alecrim e espirulina. Esta é baseada nos mais modernos conceitos de nutrição – a Alimentação Funcional – que alia nutrição e saúde. Desta forma, as rações Alcon Eco Club reforçam, ainda, mais o sistema imunológico das aves, tornando-as mais resistentes à incidência de doenças e melhorando sua qualidade de vida.

Uma matéria específica sobre a linha ECO Club pode ser encontrada no Alcon News n° 12.

Abraço,

Dr. Fala

www.alconpet.com.br

15 novembro 2013 ~ 0 Comentário

Papas Caseiras x Papas Balanceadas

A alimentação manual deve imitar o que acontece na natureza. O alimento oferecido deve apresentar as mesmas características daquele fornecido pelos pais, rico em enzimas digestivas e microorganismos (probióticos) capazes de colonizar o trato gastrointestinal do filhote. Após inúmeras pesquisas cientificas a Alcon desenvolveu um alimento que simula a alimentação dos pais, Alcon Club Papa para Filhotes. As Papas Alcon apresentam uniformidade na textura, excelente digestibilidade e perfeito balanceamento. Em sua composição você encontra Enzimas Digestivas, Probióticos e Prebióticos.

As papas caseiras, como milharina, mingau de amido, ninho, entre outros, não apresentam enzimas digestivas, probióticos e prebióticos em sua composição. Desta forma, não serão digeridas, ficarão estagnadas no papo do animal propiciando a fermentação do alimento e desenvolvimento de fungos, uma das causas mais comuns de morte de filhotes de aves.

Abraço,

Dr. Fala

www.alconpet.com.br

13 novembro 2013 ~ 0 Comentário

Tartaruga com olho saltado

Olá, pessoal. Hoje vamos falar sobre um problema que pode acontecer em nossas queridas tartarugas. Para entender melhor, vamos ver a pergunta que recebemos: “Estou com dúvida, tenho uma tartaruga aquática, às vezes ela fica com o olho fechado saltado, parecendo uma bolha. Como tratar isso?”.

Olhos saltados normalmente são decorrentes de dietas desbalanceadas. A primeira atitude a ser tomada, é alterar a nutrição da sua tartaruga. Fornecer Alcon Club Reptolife Baby ou Alcon Club Reptolife como única fonte de alimento.

Para suprir rapidamente as carências nutricionais que seu animal apresenta, recomendamos a utilização do suplemento vitamínico, Labcon Reptovit, que, adequadamente balanceado e de sabor agradável, aumenta a frequência alimentar e a resistência às doenças, principalmente amolecimento da carapaça e olhos inchados, favorecendo o bem estar dos animais.

Sua tartaruga deve tomar banho de sol diariamente. Se não for possível instale lâmpadas especificas para répteis no aquaterrário.

Abraço,

Dr. fala

www.alconpet.com.br